Parque Verde do Mondego - margem esquerda

PT, Coimbra

Tipologia

Desenho Urbano

Cliente

Coimbra Polis S.A. - Câmara Municipal de Coimbra

Data

2000 - 2006

Área do terreno

150 000 m2

Estado

Construído

 

40°12'08.0"N, 8°25'48.0"W
ver no mapa
O curso do Rio Mondego, na Cidade de Coimbra, só foi dominado muito recentemente. As cheias sazonais preservaram uma planície urbana com mais de cem hectares. O Parque Verde do Mondego vai poder ocupar as duas margens do rio. Uma fonte indica a entrada na alameda do Parque que prolonga o jardim romântico, agora muito perto do plano de água.

A Ponte Pedro e Inês (Cecil Balmond, Adão da Fonseca) unifica um percurso de bicicletas que, em cada uma das margens, atravessa o Parque na diagonal. O Pavilhão Centro de Portugal, (Álvaro Siza, Souto Moura, Cecil Balmond) implanta-se à margem deste percurso, pontuado por ateliers.

Na margem direita constroem-se bares e restaurantes, com esplanadas sobre o rio e, na margem esquerda, um recinto para grandes espectáculos e instalações para os desportos náuticos, apoiadas num canal artificial.

Os percursos, as construções, a ponte e o mobiliário urbano são construídos com um catálogo reduzido de materiais: o saibro, o betão vermelho, o xisto e o calcário, o aço, a madeira e o vidro.

PT / EN / FR
© Copyright 2018 MVCC Arquitectos. Concepção FBA.