Urbanização e Edifícios da Quinta da Portela

PT, Coimbra

Tipologia

Habitação
Infraestrutura e Transportes
Urbanismo

Cliente

A.Santo, S.A.

Data

1992 - 2003

Área do terreno

777 000 m2

Área bruta de construção

280 000 m2

Estado

Concluído

 

40°11'13.0"N 8°24'21.0"W, 8°24'21.0"W
ver no mapa
A Urbanização da Quinta da Portela prolonga, para Nascente, a malha urbana de quarteirões que estrutura o Pólo II da Universidade de Coimbra.

Desenhada no início dos anos noventa do século passado, a Urbanização retoma o conceito de “rua-corredor” em que as frentes construídas constituem a separação entre o espaço público e os lotes privados.

O vocabulário utilizado – alameda, rua com árvores, passeio, praça, jardim – constrói um modo de usar o território que se opõe ao modelo dominante de crescimento da Cidade de Coimbra. A edificação compacta, o comércio de rua, os jardins protegidos pela edificação e visualmente interligados, constituem a imagem formal daquela área da Cidade.

A estrutura projectada demonstrou as suas capacidades ao revelar-se compatível com as diferentes formas de promoção e de utilização que viabilizou. Os quarteirões puderam ser construídos lote a lote ou promovidos por uma única entidade, sem que isso tenha adulterado as características essenciais da proposta urbanística. O uso de alguns dos quarteirões como “condomínios privados” promoveu a utilização reservada dos jardins, mas não isolou da Cidade as casas que os envolvem.
PT / EN / FR
© Copyright 2018 MVCC Arquitectos. Concepção FBA.